Equipe de obra: 4 dicas para selecionar um time qualificado

Equipe de obra: 4 dicas para selecionar um time qualificado

Uma parcela considerável dos investimentos na construção civil são direcionados à mão de obra. Com isso em mente, é necessário atenção total a uma das primeiras e mais importantes etapas: a seleção de uma equipe capacitada, tendo em vista toda a relevância que o capital humano possui nesse contexto.

A contratação de bons profissionais é crucial para o sucesso do empreendimento, o que torna esse processo ainda mais crucial e desafiador para os responsáveis. A busca por nomes, referências, perfis, todo o processo seletivo, treinamento… ufa! É um longo caminho que exige cautela e empenho visando excelência na entrega final.

Continue lendo e confira mais sobre a importância da escolha de profissionais adequados para compor o time da sua obra, e dicas valiosas para não errar nesse processo!

Uma equipe qualificada é 50% do sucesso da obra

A fluidez no trabalho é sempre maior quando contamos com um time de profissionais competentes e engajados. No caso da construção civil isso se potencializa quando pensamos no valor dos investimentos envolvidos. Contratar bons profissionais, preferencialmente experientes e capacitados, não é uma tarefa simples mas pode ser o diferencial em questões como cumprimento de prazos, economia de materiais, agilidade nas entregas, dentre outras.

Contando com um time qualificado, qualquer problema que venha a surgir desde o planejamento, execução ou acabamento, pode ser devidamente gerenciado praticamente sem comprometer o orçamento ou cronograma da obra. Profissionais com mais experiência na função e/ou comprometimento no treinamento são essenciais para que o projeto seja cumprido conforme idealizado.

Ter um time ruim não é uma opção

Ao mesmo passo que um time qualificado tem potencial para garantir a excelência no resultado final, profissionais sem qualificação adequada podem ser a ruína da sua obra. A mão de obra, sendo um recurso humano, está sujeito a diversas variáveis, cada profissional tem suas características e tudo isso impacta diretamente no ritmo de trabalho.

Profissionais muito inexperientes e/ou com dificuldades de aprendizagem durante treinamentos, por exemplo, podem ser um grande problema em diversos aspectos. Alguns dos impactos podem ser referentes a:

  • qualidade no serviço prestado;
  • assiduidade;
  • agilidade nas atividades;
  • desperdício de materiais;
  • mau uso dos equipamentos;
  • descumprimento de prazos;
  • dentre outros.

Por isso, a complexidade envolvida na captação de um bom time para a obra, independente do porte. Uma equipe ruim pode causar prejuízos na eficiência geral do trabalho e, ainda pior, gastos com demissão, rescisão contratual, um novo processo seletivo e um aumento ainda maior nos custos da obra.

Todos os gestores devem estar empenhados no recrutamento da equipe, por isso se você é um desses, confira abaixo algumas dicas para acertar em cheio nas contratações!

Dicas para não errar na equipe para sua obra!

Divulgue nos locais certos

Um processo seletivo é uma verdadeira prospecção de profissionais no mercado. É necessário saber exatamente onde buscar quem vai compor a equipe responsável pela execução da obra. Para garantir que os profissionais selecionados atenderão às necessidades do trabalho o local onde as vagas serão divulgadas faz toda a diferença.

Sempre procurar veículos sérios e comprometidos com esse tipo de divulgação, tais como portais de vagas de emprego e empresas especializadas em recrutamento, com bom histórico na captação de profissionais. Deixar claro todas as características da vaga, atribuições e perfil desejado.

Especificar o perfil adequado desejável para a função

Para que os gestores saibam que o profissional atende os requisitos é necessário primeiramente definir quais são. Que tipo de perfil aquele vaga exige? Quais as habilidade desejáveis e obrigatórias para executar aquela função? Essas são algumas das perguntas a serem respondidas durante a seleção de profissionais.

É interessante contar com profissionais de recursos humanos para auxiliar nessa etapa e para garantir que os profissionais pré-selecionados são qualificados de acordo com os perfis que a empresa precisa. Isso conta para todas as vagas, sejam mão de obra direta, como pedreiros, por exemplo, ou cargos como mestre de obras. Todos os profissionais devem comprovar experiência, caso a declarem ao passarem por triagem inicial.

Indicações e boas referências

Além do uso de meios de divulgação mais tradicionais e empresas de recrutamento, um fator importante também é buscar profissionais com boas referências ou que sejam bem indicados por trabalhos anteriores. Em geral esse tipo de “marketing boca a boca” é um indicativo positivo de que o profissional possui histórico de prestar um serviço satisfatório.

Nesse tipo de caso, todas as etapas de triagem e avaliação de perfil continuam, obviamente, para que o processo não se apoie apenas em indicações. Porém, os profissionais que recebem boas avaliações em experiências anteriores possuem vantagem por corresponder as expectativas de qualidade.

Boa preparação da equipe e avaliação constante

Essa dica está mais relacionada com “remediar” antes que contamine todo o projeto, em casos em que “prevenir” não conseguiu impedir que fosse feita uma contratação ruim. Em todos os casos é imprescindível que se mantenha um ritmo de treinamento e preparação adequado para cada função e avaliações constantes com a equipe.

Dessa forma, será mais fácil detectar em que setores da obra a produtividade não está como deveria e que tipo de ações podem ser feitas, caso o problema esteja em algum funcionário da equipe. Estar sempre disponível para resolução de problemas e dúvidas pode ser de grande auxílio na resolução preventiva de questões que possam comprometer a entrega da obra no prazo.

Conhece alguém que está precisando contratar um super time pra a obra? Então aproveita e compartilha esse conteúdo com ele nas redes sociais!

Compartilhar este post

Fique por dentro das nossas novidades. Assine nossa newsletter.